12 de Setembro de 2012 – Texto 1200

Esta é a 1200.ª vez que escrevo neste espaço. Houve uma interrupção, involuntária, mas o “bichinho” acabou por ser mais forte. Assumi, e assumo, desde o principio, o carácter pessoal (mas transmissível) deste espaço, e “as opiniões são como as vaginas”, disse alguém um dia. Portanto, a única coisa que se me apraz dizer é OBRIGADO pelo facto de continuarem a ler uma coisa que, de vez em quando ou quase sempre, não tem interesse absolutamente nenhum senão para mim. E mesmo para mim, algumas vezes, tenho dúvidas. “Last, but not least”, é obrigatório o agradecimento ao Rui Gato, por continuar, mesmo que à distância, a providenciar um pequeno espaço neste imenso mundo da internet para eu poder ir escrevendo o que me apetece. Com amigos assim, ele e vocês todos, que mais se pode querer?

1 thought on “12 de Setembro de 2012 – Texto 1200

Responder a Rui Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *