31 de Janeiro de 2011 – São João Bosco

Túmulo de D. Bosco, na basílica de Nossa Senhora Auxiliadora, em Turim

Descobrir São João Bosco é das experiências mais ricas que se pode ter. Ler a sua obra, conhecer a sua vida, visitar os seus lugares, dá-nos uma dimensão única do homem, da sua obra, do seu apostolado, da sua santidade. Fundador dos salesianos, foi muito mais do que isso. Foi o responsável por uma verdadeira revolução na pedagogia, trabalhando «com as mãos na massa» numa cidade que era, e ainda hoje é, problemática. Aliás, é curioso (re)visitar a Turim de D. Bosco, e ver que, nos mesmos lugares, nos mesmos espaços, persistem alguns dos problemas com que se debateu, até partir, em 1888. «Pai e Mestre dos Jovens» foi um dos responsáveis pelo que hoje se designa «ensino profissional», acolhendo nas suas obras muitos dos que eram vítimas, na altura, do que hoje se chama «trabalho infantil». Ensinou-lhes uma profissão, cultivou a boa imprensa, imprimiu livros e panfletos para uma melhor educação. Formou marceneiros, carpinteiros, tipógrafos. Formou também padres, que, com ele, deram origem a uma congregação que nunca quis que se centrasse exclusivamente em si. «Dai-me almas e esquecei o resto» foi sempre o seu lema, trabalhando em prol dos jovens, especialmente dos mais pobres. Hoje, o espaço é pouco para se dizer tudo. Recomenda-se a leitura das suas biografias e das suas memórias do oratório. E, também, relembrar o quanto estes apóstolos da juventude deram a Arouca. Semente que, ainda hoje, persiste.

«Estamos a dar andamento a uma série de projectos que diante do mundo parecem fábulas ou coisas impossíveis; mas, assim que começam, Deus os abençoa e tudo vai de vento em popa. Isso é motivo para rezar, agradecer, esperar e vigiar».

(São João Bosco, in «Correspondência»)

3 thoughts on “31 de Janeiro de 2011 – São João Bosco

  1. Apesar de serem enormes as diferenças sociais, culturais e económicas entre o tempo de D.Bosco e o nosso, o método educativo deste grande pedagogo do séc. XIX, mais conhecido por sistema preventivo, baseado na razão, na religião e no carinho, continua pleno de actualidade, nos tempos em que vivemos.
    Quanto mais a sociedade, e de uma maneira especial, a escola pública, for despojada dos valores humanos e cristãos para dar lugar a um laicismo absurdo e totalmente desenraizado da matriz cristã da sociedade portuguesa e europeia;
    Quanto mais falhar uma educação integral da pessoa humana, – unidade de corpo e espírito – maior actualidade e urgência continuará a ter o método educativo de S.João Bosco.

  2. Antes de mais, parabens pelo teu blog.
    Tenho muita, e boa, família de Arouca e é sempre bom saber noticias de tão Bela terra.
    Mais uma vez estou de acordo com o teu blog. São João Bosco é uma personagem da história que deviamos conhecer. Digo isto pois estudei nos Salesianos do Porto e é com muito orgulho que faço parte dessa “familia”.
    Um grande abraço e continuação de muitas e boas noticias de Arouca.

Responder a Joel Paiva Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *