2 de Setembro de 2010 – Stephen Hawking diz que afinal Deus não interveio na criação

Quando não dominamos totalmente a matéria que abordamos, e quando as interrogações nos deixam demasiados espaços vazios, por explicar, a discussão torna-se complicada. Contudo, há espaço para o debate. A notícia vem no jornal «I» de hoje, e diz que Stephen Hawking, conhecido astrofísico, voltou atrás com a sua teoria de que terá havido uma altura, uma conjugação de factores que terá dado origem ao «Big Bang», onde Deus poderia ter estado. Publicou esta sua teoria em 1998, e, agora, desmente-a, afirmando que a possibilidade de existirem outros planetas, em outros universos, abre a perspectiva de que o facto de estarmos aqui é uma simples e lógica questão física. Sublinho a palavra «possibilidade». Tudo para nós é uma possibilidade. Como o acaso, a coincidência, a lógica afectiva de cada vida, o percurso de maturidade. Há sempre alguém ou algo que faz com que tudo se conjugue. Uma espécie de cimento, que une as coisas. Eu acredito que seja Deus. Hawking, que também acreditava, acha que não. Mas eu acho, um bocadinho, que ele não tem razão.

«Stephen Hawking afirma que o Big Bang – a grande explosão que originou o mundo – terá sido uma consequência inevitável das leis da física, o que contradiz a teoria que o cientista tinha defendido no passado, no livro “Uma Breve História do Tempo”, publicado em 1998 e rapidamente transformado num êxito de vendas».

«No novo livro, intitulado “O Grande Desígnio” e que estará à venda a partir de 09 de setembro, precisamente uma semana antes da visita do papa Bento XVI à Grã-Bretanha, o astrofísico sustenta que a ciência moderna não deixa lugar à existência de um Deus criador do Universo».

(in Jornal «I»)

1 thought on “2 de Setembro de 2010 – Stephen Hawking diz que afinal Deus não interveio na criação

  1. E que sei eu…
    Reflectindo sobre o pragmatismo e o positivismo e o…
    materialismo…
    Volto a invocar
    “Diálogos Sobre Física Atómica” de Werner Heisenberg, prémio nobel da física, se bem me lembro nos anos setenta do séc pasado, contemporaneo de Einstein, Bohr, Max Planck etc e tal…
    No invocado livro, que tive fechado vinte anos e quando me atirei a ele foi fonte de inspiração para muita coisa…,
    Einstein dizia algo parecido com isto:
    DEUS existe e não joga aos dados ..
    O que a natureza esconde, cabe ao homem descobir…
    A Ordem Natural das Coisas…. e entretanto
    Já muita água passou…

Responder a joaquimtoscano Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *