6 de Agosto de 2010 – O pântano de Pinto Monteiro

Devagar, devagarinho, a comunicação social vai levantando o véu sobre o verdadeiro pântano que, também devagar devagarinho, vai rodeando Pinto Monteiro, escorrendo, viscosamente, por todo o sistema judicial português, e inundando, de forma quase enjoativa, todo o país. Devagar, devagarinho, vamos ficando fartos. Fartos de saber que há corrupção. Fartos de saber que a justiça é muitas vezes conivente com ela. Fartos de saber que isso acontece porque envolve o poder. Fartos de saber da incompetência de alguns dos nossos «altos-cargos». Fartos de suspeitas e pedidos de desculpa, de denúncias e «limpezas de bom-nome». O que, devagar devagarinho, nos está a enojar e a sujar os pés, parece já estar um pouco acima do pescoço do senhor Procurador-Geral da República.

1 thought on “6 de Agosto de 2010 – O pântano de Pinto Monteiro

  1. Pois estando eu aqui a rever a minha CRP, e ainda não ultrapassei o art 59, parece que Raínha de Inglaterra só o Provedor de Justiça…que emite pareceres e recomendações sem poder vinculativo…art23, 1.
    Quanto ao lodo, canavial e sapal do Seixal…
    Bazo já da praia que a maré está baixa e fedede carago…
    “res ipsa loquitur” & “oc opus hic labor est”.

Responder a joaquim toscano Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *