30 de Junho de 2010 – Má notícia: o (des)acordo ortográfico parece que vai acordar

Ao que parece, o (des)acordo ortográfico vai mesmo «acordar». E, pior do que isso, vai «acordar» do lado mais sensível: as escolas. Segundo o jornal «Público», os manuais escolares do ano lectivo 2011/2012 já vão obedecer às novas regras de «bom português». À boa maneira portuguesa (e deste [des]Governo), não sabemos de nada. Nem quando temos de começar a falar brasileiro, nem quando ou como vamos ter os tais conversores, nem nada. As coisas vão sendo feitas num estranho secretismo, incómodo mesmo, como uma traça que vai roendo a madeira por dentro. Resta-nos rir-nos com a situação, como os «Vozes da Rádio».

«A concretização deste plano pressupõe, no entanto, que o Ministério da Cultura (MC), que tem vindo a coordenar a aplicação do Acordo Ortográfico em Portugal, anuncie a data em que este entrará em vigor e aprove o vocabulário que irá ser reconhecido como norma para o português europeu. Uma escolha que se reflectirá, também, no programa informático de conversão de texto que virá a ser utilizado, já que os vários conversores actualmente disponíveis no mercado estão indexados a diferentes versões do novo vocabulário ortográfico».

(in jornal «Público»)

1 thought on “30 de Junho de 2010 – Má notícia: o (des)acordo ortográfico parece que vai acordar

  1. O que é claro para mim…
    Só é claro …para mim!
    Clarifiquem, simplifiquem…
    Não criem chips, cryptos…e
    Abortos que tais…sem falar com ninguém…
    “Quem és tu? – Sou ninguém…” mas onde é que eu já ouvi ou li isto???

Responder a joaquim toscano Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *