6 de Fevereiro de 2013 – Uma (longa) passagem para uma vida melhor

orquestra-nacional-washingtonUm milionário americano, discreto, deixou a sua fortuna a uma instituição de caridade e à Orquestra Sinfónica Nacional de Washington. À instituição de caridade, Richard Hermann deixou 21 milhões de euros, e à Orquestra e Ópera Nacional 12 milhões. Não foi a primeira vez que Hermann fez doações, mas sempre de forma discreta. Quase nunca aparecia em eventos sociais, nunca quis que se soubesse da sua filantropia e os motivos que o levaram a deixar estas somas também são um mistério. O que se sabe deste milionário filantropo é que nasceu em 1912, e que se formou em Arquitectura na Universidade da Pensilvânia, em 1938. O exemplo de Hermann, para além de musical, demonstra bem o que a vida significa (ou deveria significar) para nós. Um ponto de passagem. Uma oportunidade para fazermos render talentos. Um dever de deixar o mundo melhor. Richard Hermann tentou fazer isso, durante os 100 anos de vida. Morreu a 13 de Novembro, e, segundo se diz, não havia quem convidar para o funeral. Estava cumprida a sua missão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *