20 de Junho de 2011 – Sonata Loly

O que começou por ser um exercício de composição, acabou por tornar-se quase num gesto de ilustração. O desafio era expor a primeira parte de uma sonata. Feito o primeiro exercício, e falhado, a melodia surgiu quase num rasgo de inspiração, e as peças começaram a encaixar-se, como que a dar a conhecer, através dos sons, a Lolyta. A Lolyta (com y, como convém) é uma cadela que era suposto ser abandonada, mas que alguém não deixou que isso acontecesse de forma tão linear. Hoje, a Lolyta deixou de ser um animal introvertido e amedrontado, para andar, saltitante, nos passeios habituais, plena de uma vida melhor do que a que teria se tivesse ficado na rotunda de Santo Ovídio. Então, surgiu a sonata inspirada na Lolyta. Que deve estar, neste momento, a ser ouvida e avaliada pelo professor Rui Penha, que não faz a mínima ideia da inspiração desta «obra». Não importa. Foi um exercício. De inspiração. Que valeu a pena. Seja qual for a nota que dele resulte.

[audio:http://aminhaagenda.aroucaonline.com/wp-content/uploads/2011/06/Sonata-Loly.mp3|titles=Sonata Loly]

Sonata Loly (tema) | Ivo Brandão

2 thoughts on “20 de Junho de 2011 – Sonata Loly

Responder a Miguel Brandão Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *