12 de Junho de 2011 – Wie der Hirsch schreit

Há músicas que, de vez em quando, nos fazem voltar a elas. Pela sua beleza e simplicidade, pelo significado que têm e que lhe atribuímos, pelo prazer que nos deu fazê-la ou ouvi-la. Foi assim hoje, com a abertura do Salmo 42, composto por Mendelssohn. Esta abertura desenvolve-se sobre o texto «como o cervo anseia pela água viva, assim a minha alma anseia por Vós». Independentemente da religião ou religiosidade de cada um, do texto escolhido ou da percepção que dele temos, é uma belíssima peça de música, e, se mais não for, como obra de arte, merece ser apreciada, de forma o mais completa possível. Porque, independentemente de tudo, a alma de cada um anseia, sempre, por algo mais.

[audio:http://aminhaagenda.aroucaonline.com/wp-content/uploads/2011/06/Felix-Mendelssohn-Bartholdy-Der-42.-Psalm.mp3|titles=Felix Mendelssohn Bartholdy – Der 42. Psalm]

Felix Mendelssohn-Bartholdy | Der 42. Psalm (Satz)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *