25 de Maio de 2011 – As pinturas «escadais» da CDU

Uma das imagens mais intrigantes de que me lembro, da infância, era a daquelas letras semi apagadas na parede do Mosteiro de Arouca, velhas recordações dos tempos do PREC. As letras não estavam legíveis, mas também não estavam apagadas. Eram uma espécie de cicatriz, até certo ponto invasiva de um monumento com a grandiosidade do Mosteiro. Por estes dias, a CDU utilizou essa forma de propaganda política, nas escadas monumentais da Universidade de Coimbra. E houve quem não gostasse. O problema da liberdade é exactamente esse. A ténue fronteira que existe entre o final da nossa e o início da dos outros.

1 thought on “25 de Maio de 2011 – As pinturas «escadais» da CDU

  1. Como se aquele espaço fosse propriedade de qualquer partido! Acho um abuso de mau gosto e uma falta de respeito pelo património que é de todos. Fosse qual fosse o partido que fizesse tal disparate provocatório e abusador, a minha posição seria sempre a mesma.

Responder a José Cerca Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *