27 de Setembro de 2010 – As idiossincrasias da Assembleia Municipal

A Assembleia Municipal é o órgão deliberativo do município. É (ou deve ser) o local de debate por excelência, de onde devem sair decisões, recomendações e apreciações que melhor orientem a gestão municipal. Contudo, fruto das várias condicionantes, o funcionamento da Assembleia Municipal é, cada vez mais, desprovido de sentido, vazio, disperso, alheio do essencial, demasiado «politiqueiro», quando até podia ser político. Viciado, até certo ponto. As discussões pouco interessam, pouco acrescentam, às vezes pouco dignificam os respectivos membros. Fala-se muito do que se sabe pouco, perde-se muito tempo. Mas, uma vez por outra, o interesse desperta. As coisas funcionam. A discussão é assertiva, pertinente e eficaz. Nestas alturas, a Assembleia Municipal até parece necessária. Mas na maioria dos casos, infelizmente, assim não é.

1 thought on “27 de Setembro de 2010 – As idiossincrasias da Assembleia Municipal

Responder a luis ferreira da silva Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *