13 de Julho de 2010 – Avante, Isaltino

Isaltino Morais passou de autarca modelo a ministro duvidoso e, agora, a autarca modelo novamente (pelas piores razões). Não se conhece ninguém que fale de Oeiras sem elogiar o seu trabalho à frente da autarquia, que diga mesmo que não se importa se há corrupção, desde que o município continue a funcionar da forma exemplar como (dizem) tem sempre funcionado, com Isaltino ao leme. Quem acompanha as informações municipais da Câmara de Oeiras, não pode deixar de ficar fascinado com o requinte, com o bom gosto, com a funcionalidade e com a qualidade superior com que as obras, os eventos, as actividades quotidianas são apresentadas. Depois da ascensão de Isaltino a ministro, as coisas pioraram, pairou sempre a dúvida acerca da gestão dos seus bens, e foi, aparentemente, a partir de aí, que o PSD (pelo menos o de Oeiras) resolveu fazer uma espécie de «caça às bruxas», não hesitando (hoje) em pedir «a cabeça» do autarca, mal surgiram as primeiras notícias. Com tanta gente a dizer o mesmo, não podem estar todos errados quanto à qualidade do trabalho do ainda presidente da Câmara de Oeiras.

2 thoughts on “13 de Julho de 2010 – Avante, Isaltino

  1. vivam!!

    atenção, meus caros, que estes casos já não são preocupantes.

    a acontecer o que é habitual com a nossa justiça, no que aos poderosos diz respeito, nada mais vai pintar.

    de recurso em recurso, por aí adiante, qual F. Felgueiras, A. Curto, Major Valentão, A. Pinheiro, Sócrates, D. Loureiro, etc. e todos os demais.
    Uma coisa me descansa. Se eu cometer um crime daquele género, só vou acautelar uma coisa: que a soma seja gorda!
    a partir daí, tá-se bem…

    um abraço
    inquieto

Responder a Pedro Sousa Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *