18 de Maio de 2010 – O trabalhador estudante

O trabalhador estudante deve ser a «criatura» mais ambivalente e injustiçada do «mercado». Ele não é totalmente trabalhador. Ele não é totalmente estudante. No trabalho, não consegue deixar de pensar no estudo. No estudo, não consegue deixar de pensar no trabalho. Os colegas de trabalho acham que ele não deve ser pago para estudar. Os colegas de estudo acham que ele usa o estatuto para se «baldar» e recolher benesses dos professores. Muitas vezes, não consegue fazer totalmente bem as coisas num lado nem no outro. Apetece-lhe desistir, muitas vezes, apesar de sentir, no fundo, que pode ter no estudo uma nova oportunidade de carreira. Tem pouco «apetite» para o estudo, quando chega a casa cansado de um dia de trabalho intenso. Raios partam o trabalhador estudante, que não está bem nem sequer onde não está.

1 thought on “18 de Maio de 2010 – O trabalhador estudante

Responder a Jorge Monteiro Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *