4 de Junho de 2009 – Continuamos a ser muito pequeninos

42-153092951É um facto. Continuamos a ser muito pequeninos. Continuamos a ser um país pequenino, uma terra pequenina, e, às vezes (muitas), a agir em pequenino. Vivemos, muitas vezes, iludidos com pequenos feudos, reis e senhores em reinos pequeninos. E aí mandamos e desmandamos, mas não deixamos, nunca, de ser pequeninos. Em Arouca, habituámo-nos, com a história, a viver à sombra de um mosteiro monumental, esplendoroso, cheio de gente de primeira água, segundos filhos de nobres, gente culta, rica e à frente no seu tempo. E nós, em vez de honrarmos esse passado, frequentemente preferimos ser como a plebe daquela altura. Pequeninos. E ficamos, também frequentemente, satisfeitos por fazermos os outros sentirem-se pequeninos como nós.

1 thought on “4 de Junho de 2009 – Continuamos a ser muito pequeninos

Responder a Silvestre Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *