4 thoughts on “17 de Maio de 2009 – O primeiro dia depois da nova vida do Órgão

  1. Tens motivo para estar orgulhoso, pois estiveram muito bem.
    Mestre e discípulo contagiaram os arouquenses com a música que fizeram brotar dos tubos do órgão do Mosteiro.
    Vi a alegria e satisfação estampadas no teu rosto quando desceram ao cadeiral para, mais uma vez, serem aplaudidos.
    A música é, sem dúvida alguma, a “menina” dos teus olhos…
    Estou muito feliz por ti. 🙂

  2. Amigo muitos Parabens,mesmo distante pensei em ti entregando-te a Nossa Senhora. Fizestes maravilhas através das tuas maõs e do teu coração. Obrigado és de verdade um GÉNIO.

  3. Sim senhor!

    Gostei de ouvir e gostei do som do órgão! Agora até fiquei curiosa, para experimentar o órgão! Quando der ai um saltinho experimento!

    Parabens!
    Bom trabalho!

    Beijinhos

  4. Caro amigo…
    Como sabes, por motivos de “força maior” não pude estar presente nesse primeiro dia do resto da vida do orgão de tubos. Quis o dever que estivesse algures por terras de Lisboa, felizmente, também a fazer música, ainda que de menor qualidade. Mas lembrei-me de ti.
    Felizmente as novas tecnologias permitem-me apreciar agora, na calma do meu sofá, um pouco do que foi essa noite aqui por Arouca. É certo que não com a mesma envolvência, mas igualmente bastante gratificante.
    Quero agradecer-te, do mais fundo de mim, teres partilhado este pequeno momento aqui na blogosfera. Divinal.
    És grande Ivo.
    E nós gostamos de ti assim.
    Um forte abraço.

    Miguel

Responder a Jacinta Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *